9.9.05

Como explicar o inexplicável?

É engraçado.

Quando foram reveladas as eventuais irregularidades na Câmara de Machico, ouvi várias vozes sugerirem que era um assunto para ser tratado na barra dos tribunais. Não teve a menor dúvida. De imediato concordei com a proposta. Se alguém errou deve ser punido pelo actos que cometeu.

Quatro dias depois, e perante a denúncia de um “caso idêntico” na Câmara do Funchal, ninguém veio a público pedir cabeças. Até agora não ouvi uma única voz solicitar que sejam apuradas as alegadas irrregularidades ou a falsa notícia.

É óbvio que o suposto crime já prescreveu, mas no meio disto tudo, onde fica a ética e a moral de quem pediu e de quem concedeu os favorezitos? Com que cara o senhor presidente olha para o resto dos munícepes?

É uma boa reflexão para o fim-de-semana. Especialmente agora que, o Verão está a terminar.

Angelino Mata Câmara

14 comentários:

Anónimo disse...

Qual é a tua Angelino? Supostamente isto deveria ser um blog de Direita, perdão, às direitas. Vou já mandar o Rui Abreu cortar o vosso subsídio.
M. A.

Anónimo disse...

O Angelino só está neste blog pra dar um ar de largueza...
Mas pronto, cada um tem a sua função neste mundo...
EB

Carlos Rodrigues disse...

Quem não quer ler, não lê.
Não temos preconceitos, nem somos pseudo-puristas como certos meninos e meninas que têm a mania que são do contra e enrolam-se sobre si próprios cada vez que alguém que pense de forma diversa lhes estende a mão para cumprimentar ou lhes dirige uma palavra.
O ar encolhido dos traumatizados é vergonhoso.

Angel disse...

Felizmente neste blog existe liberdade de expressão e de pensamento.

Quanto ao post, é apenas uma observação atenta,nada mais! Quem pensa o contrário, está a pensar mal, até poque não tenho partido.

Anónimo disse...

Mantenho aquilo que disse no post sobre Machico. Todas as suspeitas devem ser investigadas, doa a quem doer.

Acrescento apenas uma coisa: porque carga de água aparece uma queixa na PGR 11 anos depois da bendita carta ter sido escrita, assinada e enviada? Será que quem fez a queixa só tomou conhecimento dos factos descritos agora? Ou será que só agora lhe deu jeito apresentar publicamente a carta? E se assim foi, porquê?

Será que quem guardou o "material", à espera de um qualquer favor que não se concretizou, é melhor do que aqueles sobre quem recaem as suspeitas? Duvido.

Mais a mais, se formos ver bem alguns daqueles que acusam, encontraremos quem beneficie tanto do sistema como aqueles que são acusados. Mesmo que, por vezes, se arvorem em arautos de uma moralidade que não se sabe onde começa e onde acaba.

Já agora, a referida carta tinha promenores delicosos. Vai um charuto?

Gonçalo

Anedota disse...

Um charuto e um wisky. Só falta a Mónica Lewisky! :)

Anónimo disse...

Não sei se em Cuba há Mónicas. É para lá que o homem dos charutos vai de férias, juntamente com outros apreciadores de havanos (as). Falo de Orlando Ventura (uma jóia), Sérgio Rebelo, etc, etc.

Angel disse...

As coisas que esta malta sabe. Tem piada. Ainda por cima vão passar férias para um dos últimos bastiões do comunismo que existe no mundo...

Se o chefe sabe!!!!!!

Anónimo disse...

Penso que essa de se enrolar sobre si próprios quando lhes estende uma mão ou dirige a palavra não foi certamente dirigida a mim pois que bem me lembre isso nunca sucedeu, aliás, já conversamos antes...
EB
EMANUEL BENTO

Anónimo disse...

E sobre as Férias de algumas personagens em Cuba estão a esquecer-se do nome de um dado juíz.
Aliás aqui há uns anos escrevi um Ponto de Ordem no DN em que me referia a essas personagens e à complexidade da Justiça feita na Madeira quando quem acusa, defende e julga partilha mais do que a barra do Tribunal...
Acho que esse PO tinham o título de Os pedófilos das bananeiras...
Ou algo assim...
EB

Anónimo disse...

Quanto à liberdade que dizes haver nesse blog espero que não estejas a querer dizer Angelino que noutros blogs onde porventura tenhas escrito que não havia essa mesma liberdade...
Hope not...
EB

Anónimo disse...

Correcto, Sr. Bento. :-)

Anónimo disse...

O caso dos charutos foram apenas para fazer fumaça e esconder os outros evnetualmente mais escandalosos casos de corrupção na CMF, quer nas obras e licenças, quer nos fornecimentos de informática. Quem substituiu Armando Abreu? O sucessor tem alguma ligação ao director do DN? Por que terá sido posto fora da câmara? O Gonçalo e o Carlos Rodrigues, como estão por dentro da máquina laranja, devem saber dar resposta a estas questões.

Anónimo disse...

Essa de eu conhecer por dentro a máquina laranja é de gritos...

Gonçalo