1.3.08

Os 6 da manifestação

Eu cá escondia-me e nunca mais aparecia em público nem em nada. A manifestação desta semana dos professores madeirenses convocada por sms e email, com concentração na escola Jaime Moniz, teve a adesão de 6 docentes (seis, por extenso). Nem a mais reles associação de estudantes, nem os amigos da bisca seriam capazes de tão pouco.

O que estes “destemidos” (e enganados) não entenderam é que na Madeira os docentes, grosso modo, estão satisfeitos com a legislação regional, com as suas carreiras, vencimentos, condições e expectativas profissionais. Tudo porque, convém dizê-lo, o Governo Regional não os destratou nem quis fazer “uma revolução” num só dia.

Escusado será virem os do costume com a lenga-lenga das represálias, de que “na Madeira é diferente”, de que não convém “fazer ondas”, enfim. Isso é conversa. Ou são contra, e iam à Jaime Moniz às 17 horas, ou são a favor, e não apareciam, como de resto fizeram 6 mil e tal educadores.

Adesão, porra

A propósito duma manifestação um jornalista duma rádio madeirense (se me perguntarem digo qual) afirmou que “houve pouca aderência” à dita.

Filhinho de Deus, usa-se adesão quando se trata de pessoas, e aderência quando se trata de objectos. Para a 4ª Classe já.

Em bom alentejano: não queres ir apanhar nas nalgas, pois não?

Ouvi hoje um Sr. da CONFAP (Confederação das Associações de Pais e Encarregados de Educação) exigir aos docentes que parem com a sua luta, em prol dos alunos. Que esta gentinha está feita com o governo da República, já todos havíamos percebido aquando das polémicas sobre as aulas de substituição (que, estou convencido, começou por ser a primeira cedência do ME à CONFAP para depois contar com este apoio) e as Actividades de Enriquecimento Curricular. Agora, esta entidade vir exigir à classe que termine a luta, evocando, cobarde e ilegitimamente um eventual superior interesse dos alunos, que não estaria salvaguardado, começa a ser demais! Até parece que os alunos estão a ser prejudicados pela legítima luta dos docentes!...
Este é mesmo um daqueles casos que apetece atirar com toda a retórica da real pergunta: e tu, por qué no te callas?

Serenidade ou submissão?

"Cavaco Silva apela à serenidade!"
A serenidade de fala o Sr. Presidente, estamos todos fartos de conhecer. Quer é a sumissão. Quer que pare a luta dos docentes e que estes não criem mais "ondas". Todos nós sabemos que o Sr. Presidente gosta de ambientes pacíficos, onde o governo impõe e o povo engole sem mais. Pois parece-me, Sr. Presidente, que desta vez o Sr. está com azar!

29.2.08

Os Carrascos da RTP

O PSD arrisca-se a ser o carrasco da Televisão Pública Portuguesa.

Luís Filipe Menezes, o líder da oposição, com aspirações a Primeiro-Ministro, na primeira grande entrevista que deu, afirmou que o partido, o PSD, vai acabar com a publicidade na RTP.

Está demonstrado, se não estava ficou, quais são as prioridades deste homem caso consiga chegar ao poder. Eu e a larga maioria dos portugueses esperava ouvir da boca do líder do maior partido da oposição outras propostas. Como vai emagrecer o desemprego, baixar a despesa pública, modernizar o país e a administração do Estado, fazer de Portugal uma nação moderna e competitiva da EU.

Infelizmente o que ficou dessa entrevista, mas não foi dito, é que pretende retirar mais dinheiro dos contribuintes para pagar o serviço público de televisão.

Ao acabar com a publicidade das duas uma: - Ou os canais públicos (RTP; RTP-Madeira e Açores; RTP2, África e Internacional) conseguem prestar o mesmo serviço de televisão com idêntica qualidade, mas com menos dinheiro, ou o Governo terá que injectar, via orçamento de Estado, o que hoje a RTP obtém com a venda de publicidade na RTP1.

É isto que Luís Filipe Menezes não disse aos Portugueses. De certeza que jantou, ou almoçou nos últimos dias com Pinto Balsemão, o patrão da SIC. É o Social-Democrata e magnata da comunicação, que há pelo menos 10 anos, oiço defender esta tese que Menezes subscreve.

Em França Nicolas Sarkozy tem uma proposta idêntica, mas não se compare o incomparável. São países com índices de riqueza díspares.

Quando Cavaco era Primeiro-Ministro também alienou os transmissores (antenas) da RTP. Vendou à PT a preço de saldos. Agora Menezes pretende ficar na história da televisão em Portugal, como o Presidente do PSD, que entrega sem contrapartidas às estações privadas, uma fatia do bolo da publicidade.

28.2.08

Premiozinhos...

Este blogger está-se a cagar para esse prémio... Atribuído pela Marakoka!

Parabéns!

Tive conhecimento da obra das Piscinas das Salinas, em Câmara de Lobos, através do Zaragata no Calhau. Parece ser mais uma intervenção notável, da autoria do madeirense Paulo David - já premiada, com o Prémio Internacional de Arquitectura em Pedra de 2007 -, que já nos tinha deliciado com a Casa das Mudas . Para ver um slideshow, clique aqui.
Parabéns ao arquitecto, que já não surpreende mas continua a impressionar, pela qualidade dos seus trabalhos.

E agora?

E agora, que farão (e que dirão e que escreverão) aqueles que tanto atacam a RTP-M ao constatarem que, afinal, até têm mais tempo de antena que o partido que sustenta o Governo e que o próprio Executivo?

O estudo hoje apresentado pelo Diário é revelador. Mas reina um silêncio pela blogosfera... Nada condizente com o discurso de vitimização que é feito há uns tempos.

27.2.08

Sócrates dixit

"A ministra da avaliação"?! Hum...! Será que ela também irá avaliar o desempenho do governo?

Tiradas sábias...

Se o povo reclama por não ter pão, que lhes dêem brioches.

Maria Antonieta, Rainha de França

26.2.08

Educação, segundo o Partido Socialista

O menino faltou ao teste? É excêntrico!
O menino não quer estudar? É reflexivo!
O menino não respeita as regras? É um revolucionário consciente!
O menino não quer saber matemática? É homem de letras!
O menino não sabe escrever na língua materna e dá muitos erros? Quer reinventar a língua (quem sabe, um potencial Saramago ou Lobo Antunes?)!
O menino não conhece Gil Vicente? Também já está morto!
O menino não sabe fazer cálculos? Existem as máquinas calculadoras!
O menino não gosta de geometria? Está mais para Paula Rêgo!
O menino comporta-se mal? Porque é que não usa estratégias mais lúdicas?
O menino não aprende? A culpa é sua, que não sabe ensinar!
Quer chumbar o menino? Porquê? Ele não é responsável por não saber!
O menino não trabalha? Não é carneiro!
O menino não quer ser avaliado? É pragmático!
O menino manda-a foder-se? É original!

Facilismo? Não...!

Novas Oportunidades e currículos alternativos serem promotores do facilitismo? Não...!
Para obter um diploma de 9º ano até é necessário saber elaborar um dossiê! Como é que alguém pode, em boa consciência, acusar estas medidas pioneiras de promoverem uma cultura de facilitismo? Só mesmo, por muita má fé!

PS - Para os pseudo-especialistas em educação, deixo o repto (e não o réptil, que seria o que alguns merecem) de falarem com alguém que esteja envolvido (mas não dependa) nas Novas Oportunidades e no sistema de RVCC. Pode ser que passem a ter uma ideia mais precisa da imbecilidade com que estão revestidas.

Onde Sancho vê moinhos, D. Quixote vê gigantes*

Onde os socialistas viram uma ministra da Educação capaz, esclarecedora, eu vi um ser humano acossado que perante qualquer crítica mais contundente sacava da cartilha já utilizada pelo PM: as aulas de substituição, o inglês no 1º ciclo, a escola a tempo inteiro, novas oportunidades. Três anos de governo e a Educação resume-se a isto. Com a agravante de não haver qualquer avaliação séria destas medidas, para ver da sua bondade!

* Roubado a António Gedeão

Não estou de luto pela Educação

Há pelo menos três décadas que os professores vivem alheados da Educação que verdadeiramente se pratica na Europa. Faziam de conta que eram avaliados. Chegavam todos sem o menor esforço ao topo da carreira (caso único, mesmo único, na administração pública europeia). Não respondiam, na prática, a qualquer chefia. Nunca quiseram partilhar decisões relevantes, nem com autarquias, nem com privados, nem com pais, de quem até desconfiavam.

E mais. As suas competências não eram questionadas e jamais foram associadas aos resultados escolares dos alunos, e vice-versa. Nunca se preocuparam com a proliferação das Escolas Superiores de Educação (há quase uma por aldeia em Portugal) que debitaram no sistema educativo milhares de comprovados imbecis. Estiveram, e estão, capturados e disseminados por mil e um sindicatos, situação que não tem paralelo em nenhuma classe profissional dita “altamente qualificada” do nosso país.

Um país atrasado, pouco qualificado, sem indústria, sem tecnologia, sem design, com baixos indicadores económicos, com péssimos resultados escolares comparativos em termos europeus (sobretudo nas ciências exactas, conforme os relatórios PISA) é coisa que não preocupa os professores e é coisa sobre a qual também parecem não ter a menor culpa.

Para quem viu o último “Prós e Contras” dedicado à Educação, e para quem, como eu, já perdeu a paciência para o senso comum e para a “sociologia de bolso” dos professores, a única coisa que lhes recomendo, à falta de melhor, é que leiam “O Diário de Sebastião da Gama”, ilustre professor dos anos 50 que muitas lições ainda nos dá.

Razões tenho eu agora para não estar de luto pela educação. Pois, apesar da atabalhoação, do Ministério da Educação começam finalmente a chegar ideias razoáveis.

Portos da Madeira

Segundo uma cadeia de supermercados, nacional a operar na Madeira, os produtos são 15% mais caros na região.

Nem a diferença do da taxa do IVA (continente 21%; região 15%), esbate o custo da operação portuária.


Contas feitas, quer isto dizer que estamos perante uma inflação da ordem dos 21%. (15% - custo a mais para o transporto das mercadorias marítimas + 6% que é a diferença do IVA).

Até quando????????????
Um dos melhores debates na Assembleia, senão é o melhor e o mais oportuno.

24.2.08

Estaremos atentos?!

Jesus deixou a Judeia e voltou para a Galileia. Tinha de atravessar a Samaria. Chegou, pois, a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, perto do terreno que Jacob tinha dado ao seu filho José. Ficava ali o poço de Jacob. Então Jesus, cansado da caminhada, sentou-Se, sem mais, na borda do poço. Era por volta do meio-dia.
Entretanto, chegou certa mulher samaritana para tirar água. Disse-lhe Jesus: «Dá-me de beber.» Os seus discípulos tinham ido à cidade comprar alimentos. Disse-Lhe então a samaritana: «Como é que Tu, sendo judeu, me pedes de beber a mim que sou samaritana?» É que os judeus não se dão bem com os samaritanos. Respondeu-lhe Jesus: «Se conhecesses o dom que Deus tem para dar e quem é que te diz: ‘dá-me de beber’, tu é que Lhe pedirias, e Ele havia de dar-te água viva!»
Disse-Lhe a mulher: «Senhor, não tens sequer um balde e o poço é fundo... Onde consegues, então, a água viva? Porventura és mais do que o nosso patriarca Jacob, que nos deu este poço donde beberam ele, os seus filhos e os seus rebanhos?»
Replicou-lhe Jesus: «Todo aquele que bebe desta água voltará a ter sede; mas, quem beber da água que Eu lhe der, nunca mais terá sede: a água que Eu lhe der há-de tornar-se nele em fonte de água que dá a vida eterna.»
Disse-Lhe a mulher: «Senhor, dá-me dessa água, para eu não ter sede, nem ter de vir cá tirá-la.» (...)

Disse-Lhe a mulher: «Senhor, vejo que és um profeta! Os nossos antepassados adoraram a Deus neste monte, e vós dizeis que o lugar onde se deve adorar está em Jerusalém.»
Jesus declarou-lhe: «Mulher, acredita em mim: chegou a hora em que, nem neste monte, nem em Jerusalém, haveis de adorar o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. Mas chega a hora - e é já - em que os verdadeiros adoradores hão-de adorar o Pai em espírito e verdade, pois são assim os adoradores que o Pai pretende. Deus é espírito; por isso, os que O adoram devem adorá-l’O em espírito e verdade.» Disse-Lhe a mulher: «Eu sei que o Messias, que é chamado Cristo, está para vir. Quando vier, há-de fazer-nos saber todas as coisas.» Jesus respondeu-lhe: «Sou Eu, que estou a falar contigo.


Evangelho segundo São João (Jo 4, 3-42)

Porque em tempo quaresmal é necessário lembrarmo-nos a razão de sermos cristãos! E para que não nos esqueçamos que a maior parte do tempo agimos como a samaritana. Sem ouvir o que nos é dito!

Porque alguns pulhas pretendem negar!

É uma questão de História lembrar que, quando o Supremo Comandante das Forças aliadas, General Dwight D. Eisenhower encontrou as vítimas dos campos de concentração, ordenou que fosse feito o maior número possível de fotos, e fez com que os alemães das cidades vizinhas fossem guiados até aqueles campos e até mesmo enterrassem os mortos.
E o motivo, ele assim explanou: " Que se tenha o máximo de documentação - façam filmes - gravem testemunhos - porque, em algum ponto ao longo da história, algum bastardo se erguerá e dirá que isto nunca aconteceu".

Relembrando:
Esta semana, o Reino Unido removeu o Holocausto dos seus currículos escolares porque "ofendia" a população muçulmana, que afirma que o Holocausto nunca aconteceu...
Este é um presságio assustador sobre o medo que está atingindo o mundo, e o quão facilmente cada país está se deixando levar.
Estamos há mais de 60 anos do término da Segunda Guerra Mundial.
Este e-mail está sendo enviado como uma corrente, em memória dos 6 milhões de judeus,20 milhões de russos, 10 milhões de cristãos, e 1900 padres católicos que foram assassinados, massacrados, violentados, queimados , mortos de fome e humilhados , enquanto Alemanha e Rússia olhavam em outras direcções.
Agora, mais do que nunca, com o Irão, entre outros, sustentando que o "Holocausto é um mito", torna-se imperativo fazer com que o mundo jamais esqueça.
A intenção em enviar este email, é que ele seja lido por 40 milhões de pessoas em todo o mundo.
Seja um elo desta corrente e ajude a enviar o email para o mundo todo.
Não o apague. Você gastará, apenas, um minuto do seu tempo a reencaminhá-lo.

Recebi por correio electrónico. Publico porque é importante não esquecermos o que acontece, quando a humanidade é objectivável!