18.12.09

Ateus, agnósticos, paladinhos da laicidade: ofendai-vos!

O quê? Não
me digam
que o crucifixo
não ofende a V/ laicidade? Ou quando
é profanado
não há
problema?
Só o seu
uso ancestral
religioso
é que é
criticável
?

3 comentários:

hg disse...

É como tudo... À custa ofensa, Jesus acabou no crucifixo. O crucifixo expôs o corpo daquele que foi acusado por profanar o nome de Jeová.
Ironia, agora o crucifixo cobre as partes pouco aceitáveis (segundo a igreja Católica) da senhora.
Gostei da publicidade. Uma metáfora muito bem conseguida.

hg disse...

,queria dizer à custa da ofensa...

Sancho Gomes disse...

não é a nudez, nem as partes cobertas são pouco aceitáveis. é o uso que se dá ao crucifixo, que ofende. e não é a mim: deveria ser aos defensores da laicidade (cruzes credo, uma cruz associada à defesa da cidadania, que deveria ser laica).

bj